Ultimas

ÚLTIMOS POSTS

31 de julho de 2018

Livro "Parnamirim Field - Último pouso", por Lenilson Antunes

"A história de Natal, RN, está intrinsicamente ligada à II Guerra Mundial. Os americanos construíram ali sua maior base militar fora do seu território. Dali, partiram milhares de aeronaves para combaterem os nazistas na África. Por motivos óbvios Natal se tornou polo de atração de espiões, o que motivou os americanos instalarem um birô do FBI para enfrentá-los. Quedas inexplicáveis de aviões, crimes misteriosos, só imagináveis em filmes e nos romances policiais, aconteciam com rotina. Apesar do texto, Parnamirim Field - Último Pouso é uma peça de ficção, introduzi, de forma sorrateira, fatos acontecidos, inclusive com seus reais personagens, para que a leitura se tornasse mais atraente e palatável" - Lenilson Antunes - Escritor

Saiba mais sobre o livro, acesse: http://www.revistaconexaoliteratura.com.br/2018/07/lenilson-antunes-potiguar-de-santa-cruz.html

16 de junho de 2018

Conheça o livro "Crime Hediondo", do autor José Carlos Bigogno Castro (Drago Editorial)

Sinopse: Escritor amador procura em sua cidade e em outras um crime hediondo como roteiro de um provável best-seller. Em capítulos subsequentes, os envolvidos no crime iniciam sua narrativa: a mãe Marlene, sua filha Carolina e o médico amigo delas, Dr. Marcelo. O médico assassino Dr. Adriano, com ajuda de dois enfermeiros (Edson e Raimundo), executa experiências antiéticas em uma criança (Carolina), contaminando-a com o vírus da poliomielite, além de realizar uma inseminação artificial quando a menina atinge a puberdade. Seu intuito era ver se o feto nasceria normal. Termina o livro fazendo revelações surpreendentes sobre a sua verdadeira identidade, após ser preso.
Ficha técnica:
Autor: José Carlos Bigogno Castro
Título do livro: Crime Hediondo
Editora: Drago
Ano de lançamento: 2018
Número de páginas: 191
Entrevista com o autor: http://www.revistaconexaoliteratura.com.br/2018/06/jose-carlos-bigogno-castro-e-o-livro.html
Para adquirir o livro, acesse: https://www.livrariadragoeditorial.com/products/crime-hediondo-jose-carlos-castro

29 de maio de 2018

Conheça a trilogia "Travessuras da minha menina má", do autor Otávio Bravo

Foi em 2012, ao ouvir de uma ex-namorada que ele se parecia com o personagem “Ricardito” Somocurcio, do livro “Travessuras da menina má”, de Mario Vargas Llosa, que o autor iniciou a redação de seu longo romance, que, ao final, recebeu título quase homônimo ao da obra do genial autor peruano. O trabalho de elaboração, escrita, reescrita, leitura e revisão acabou se prolongando por quase cinco anos e deu origem a uma história em que às linhas autobiográficas e fictícias se somam relatos de acontecimentos históricos, aventuras pelo mundo e projeções ao passado e ao futuro, numa narrativa que se estende de meados da década de 80 ao longínquo ano de 2053.

A obra foi dividida em três partes, que retratam o romance de Victor, o narrador da história, com Maria Eduarda, na segmentação que se adequa perfeitamente aos acontecimentos da vida do protagonista:

    O Livro I, “Avant les saisons”, que descreve a adolescência e a juventude de Victor, antes de Duda entrar em sua vida, com as perdas terríveis que ele é obrigado a enfrentar, transformando-o no homem que combina maturidade e carência em igual medida e que, afinal, se envolve com a “sua” menina má.

    O Livro II, “Les saisons”, que narra o romance entre Victor e Maria Eduarda: a primavera do encantamento, o verão da paixão tórrida, o outono dos problemas decorrentes das diferenças de idade e temperamento e o inverno do afastamento definitivo, com a partida de Duda para a Europa.

    E, por fim, o Livro III, “Après les saisons”, que relata os reencontros de Victor e Duda pelo mundo, que se estendem pelo resto de suas vidas, na parte da narrativa que, de certa forma, mais se aproxima do “Travessuras da menina má” de Vargas Llosa.

A relação com o romance do mestre peruano, aliás, se apresenta, em parte, de forma subliminar, ao retratar a paixão devotada de Victor, que se desenrola pela vida inteira e está voltada, de forma quase incondicional, por Maria Eduarda. No entanto, aparece também de forma explícita, em passagem do Livro II, quando Duda lhe relata ter lido a fantástica obra de Vargas Llosa e confessa ter associado “Ricardito” a ele (v. Livro II, Cap. VI, pág. 110). A partir daí, Victor passa a chamá-la aberta e seguidamente de “menina má”, como “Ricardito” Somocurcio faz em relação à sua amada. Além disso, há referências seguidas ao livro original do autor peruano (ao qual Victor repetidamente recorre, para se lembrar de Duda), inclusive a menção ao pequeno romance escrito por William “Bill” Gravelle, o companheiro de Leonardo, grande amigo de Victor (v. Livro III, Cap. VII, pág. 166).

Os leitores mais atentos e mais pacientes saberão identificar a questão oculta e clandestina presente na vida de Victor (e – mais importante – respondê-la!), que, descoberta, evidencia o ilimitado e incondicional amor do protagonista pela “sua” menina má.

O autor agradece às pessoas reais que o inspiraram na elaboração dos personagens da sua extensa obra e convida os leitores a colaborarem com opiniões, críticas e reparos ao trabalho.

SOBRE O AUTOR:
Otávio Bravo é carioca, tendo sido criado e residido a maior parte de sua vida no Rio de Janeiro.
Estudou Direito na UERJ e Direito Internacional Penal na Universidade de Leiden, na Holanda, onde morou por dois anos, foi advogado e atualmente é promotor de justiça.
“Travessuras da minha menina má” é seu primeiro romance.

PARA SABER MAIS:
Site oficial: http://www.travessurasdaminhameninama.com.br
Para degustação dos livros: clique aqui.
Para saber mais ou adquirir os livros: clique aqui.



Destaques



Conheça a Revista Conexão Literatura



A revista Conexão Literatura, está em sua 7ª edição. Suas publicações destacam autores e suas obras em entrevistas e artigos especiais, além de publicar contos e crônicas. A revista é digital e sua distribuição é gratuita. Divulgada nas redes sociais, seu alcance tem uma média de 8/10 mil download mês.

Para baixar gratuitamente a edição atual e anteriores, é só acessar: Clique aqui.

Para saber como participar das próximas edições, é só baixar o Mídia Kit 2016 da revista: Clique aqui.

Crianças de Porto Alegre lançam livro sobre temas como amor, família e espiritualidade



A educadora Tatiana Hoffmann faz às crianças uma pergunta que mesmo os adultos têm dificuldade em responder. O que é o amor? – Amor é o que faz a gente amar – rebate Sofia Dastis, como se fosse a maior obviedade. Pensamentos como esse, puros na essência, estão reunidos no livro O Que Eu Penso aos Cinco Anos?, um projeto da editora Multifoco que será lançado amanhã, em um evento que só não terá sessão de autógrafos porque os 14 autores ainda não estão completamente alfabetizados: são alunos de 11 escolas infantis de Porto Alegre.
 
Copyright © 2013 Barato Cultural
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates